Seguidores

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Quem de Capoeiras, em sua adolescência assistia aos filmes de faroeste?

Por Altamir Pinheiro

No final da década de 1960 para o começo de 1970, em Palmeira dos Índios(AL), de férias, na casa de uma  tia,  sendo eu um  frangote de menino adolescente, assisti ao meu primeiro filme de WESTERN(faroeste) ou COWBOY(caubói), numa matinê no  período de final  da tarde.  Lembro-me até o nome do cinema: CINE SÃO LUIZ que ficava ao lado da LINHA DO TREM na avenida do AEROCLUBE daquela cidade(hoje, tanto o aeroclube quanto à linha férrea estão intactos, lá!!!). Jamais  esquecerei, também,  o nome daquela  película cinematográfica que me encantou tanto. Intitulava-se,  “O ÚLTIMO PÔR DO SOL”, com o ator norte-americano  Kirk Douglas. Depois daquela experiência deslumbrante que nunca mais saiu da minha cachola, lá se vão algumas décadas e com o continuar da vida cheguei a contrair uma paixão alucinada por filmes de BANG BANG, tendo assistido pelo menos,  cerca de  350 a 400  fitas desta especialidade...

POIS BEM!!!  Qual o significado da palavra faroeste?!?!?! Segundo os bravos texanos nascidos e saídos  daqueles enormes  desfiladeiros de causar medo ou os brotados daqueles RANCHOS no seco e esturricado território do Arizona, como também os remanescentes dos arredores de Kansas City, a palavra FAROESTE é um substantivo masculino, que tem sua origem na junção dos termos ingleses “FAR”, que significa longe com “WEST”, que significa oeste, sendo assim, algumas interpretações apontam que reflete o limite entre a civilização e a área mais remota, que não é urbana. Na verdadeira acepção da palavra,  FAROESTE se refere a um conjunto de regiões geográficas no país de Donald Trump, a oeste do rio Mississipi, ou ainda um conjunto de  filmes ou à moda  antiga conhecida como películas cinematográficas  que se passam no oeste das terras  do  ex-presidente Barack Obama(o negão NÃO deixará um pingo de saudades), que geralmente envolvem lutas e tiroteios, além da expressão bang bang, que se trata do gênero cinematográfico que aborda esse tipo de filme.

Podemos elencar dezenas e mais dezenas de excelentes atores e atrizes que desfilaram nas telas dos cinemas de uma penca de cidadezinhas de interior no mundo inteiro, com EXCEÇÃO,  claro, dos países localizados daquele povo ligado NÃO ao faroeste, mas ao ISLAMISMO que são os barbudos terroristas /  muçulmanos / decapitadores(cortador de cabeça) que tem pavor aos grandes atores e atrizes norte-americanos e preferem se divertir dirigindo-se pros seus cinemas mais conhecidos como Templos Muçulmanos ou MESQUITAS, tendo como mania    ficar de cu pra cima, três vezes ao dia, para reverenciar o seu artista preferido chamado de MAOMÉ, mais conhecido como ALÁ, que nunca portou uma pistola cano duplo reforçada constituída por um  tambor com várias culatras o que permite tantos tiros quantos forem  necessários desde que tenha  bala na agulha. Até hoje, o TRABUCO predileto do bando de MAOMÉ continua sendo o ALCORÃO...

Voltando-se aos monstros sagrados dos intérpretes de primeira linhagem dos filmes de CAWBOYS, poderíamos citar dezenas e mais dezenas, porém, O contingente é de tal monta que seria humanamente impossível elencar neste pequeno espaço, pois, vamos nos ater aos mais conhecidos por essas bandas do Hemisfério Sul, ou seja, dos Trópicos. SENÃO VEJAMOS:  Kirk Douglas (dia 9 de dezembro passado completou 100 anos); - Sidney Poitier(o negão vai completar 90 anos); - George HILTON (o intérprete de Sartana, nasceu no Uruguai, está hoje com  82 anos); - Franco Nero(ator italiano, hoje está com 75 anos); - Sophia Loren(Nasceu em Roma e está hoje com 82 anos);  -  Claudia cardinale(nasceu na Tunísia filha de pais italianos, hoje está com 79 anos); - Rita Pavone(italiana de 71 anos); - Marylin Monroe(Tinha apenas 36 anos de idade quando morreu. Suspeita-se que foi assassinada com uma injeção letal numa ação orquestrada por Robert Kennedy, irmão do presidente John Fitzgerald Kennedy) -  Maureen O'Hara (irlandesa, era muito amiga de John Wayne,  morreu em 2015 aos 95 anos); - John Wayne(morreu em 1979 aos 72 anos); - Gregory Peck(morreu em 2003 aos 90 anos)  - James Stewart (morreu em 1997 aos 89 anos); -  Fernando Sancho(tinha todo um aspecto de mexicano quando na verdade era espanhol. Morreu de câncer generalizado em 1990, aos 74 anos) - Anthony Quinn( era mexicano, morreu em 2001 aos 86 anos) - Marlon Brando(morreu em 2004 aos 80 anos); - Giuliano Gemma( Italiano que morreu de acidente de carro em 2013 aos 75 anos); - Lee Van Cleef(morreu em 1989 aos 65 anos);  - Henry Fonda (Morreu em 1982 aos 77 anos); -  Paul Newman(morreu em 2008 aos 73 anos); - Charlton Heston(morreu em 2008 aos 75 anos); - Charles Bronson(morreu em 2003 aos 82 anos); - Steve McQueen(morreu em 1980 com apenas 50 anos de idade); Yul Brynner(ator Russo/Americano, era o carequinha que se vestia todo de preto. Morreu em 1985 aos 65 anos); - Burt Lancaster(morreu em 1994 com 81 anos de idade).

Um ótimo lazer para os ouvidos dos cinéfilos de filmes de bang bang fica por conta de suas   trilhas sonoras,   que sempre foram  uma das marcas registradas dos filmes de cawboys e, indubitavelmente, entre todas as sonoridades a que mais se destaca ou a “campeoníssima” é sem sombra de dúvida  a do filme DJANGO, interpretado pelo ator italiano Franco Nero, considerado um dos maiores heróis do WESTERN no cinema. Quem não conhece a introdução da  música do filme  Django, imortalizado na interpretação de Franco Nero, com uma bonita melodia, JANGÔÔÔ, JANGÔÔÔ... Django, have you always been alone? (TRADUÇAÕ: Django, você sempre esteve sozinho?!?!?!),   Refrão: JANGÔÔÔ... JANGÔÔÔ...

No quesito chapéu, os astros de Hollyood eram muito versáteis nesta peça de vestuário. O que dizer dos chapelões PANAMÁ em feltro de abas largas usados por John Wayne e Lee Van Cleef?!?!?! Quem não tem em sua retina o chapéu COCO de Charlie Chaplin ou mesmo o indefectível chapéu FEDORA marcado pelos filmes de Indiana Jones? E o chapéu CARTOLA que era sinônimo de requinte masculino, além de galanteador, que ficou imortalizado na cabeça do ator dançarino e sapateador Fred Astaire. Mas o que está mesmo memorizado é àquela aparência impecável de uma autoridade do Velho Oeste como um juiz ou promotor de justiça de corpo avantajado com uma cartola de formato cilíndrico e alto,  acompanhada pelo fraque ou pela casaca naqueles CONDADOS de antigas jurisdição nos territórios de Nevada, Montana, no Texas ou mesmo em Dakota do Norte ou do Sul.

Outra beleza encantadora dos filmes de faroeste vinha do seu modo dos artistas se trajarem. A moda country, vista em rodeios e  do velho oeste dos galãs daquelas modalidades de filmes. O faroeste americano foi uma época em que cabarés e saloons eram cenários de lindas danças, mulheres sensuais(pra época!!!), heroicos cowboys, perigosos bandidos procurados, bravos xerifes, bebidas, jogos de cartas ou pôquer, acerto de contas com grandes duelos e a introdução das desconhecidas, até então, roupas JEANS nas suas indumentárias artísticas

Como recordar é viver, em nossa adolescência o sonho de consumo para qualquer pobretão era uma calça LEE. Quem não suspirava em vestir-se, ou ser o introdutor da moda em sua rua, bairro ou nos parques de diversões de sua cidadezinha, para fazer inveja a rapaziada e abafar perante as garotas papo firme ao trajar-se  com o primeiro macacão, a primeira jaqueta, a primeira calça com fechecler (zíper)... Tudo isso invenção de uma única marca de roupas desbotadas de cor azulada, a norte-americana LEE, a inventora do jeans ou americanizando com o nome de   BLUE JEANS. Nós, pobretões, tínhamos que nos contentar com uma surrada calça TOPEKA e um sapato démodé(demodê) CONGA do bico branco...  Fazer o quê?!?!?! CALÇA LEE era privilégio da classe média alta e bastarda ou então,  o que  nos servia de consolo, na época,  era apreciar as capas de LP’s, que esbanjavam calças LEE dos componentes do conjunto de rock,  Renato e Seus Blue Caps...

Mas, por incrível que pareça, a   GRIFE JEANS, é uma moda que veio do povo. A LEE criou as calças de cowboy de rodeio nascidas não pelas mãos de um estilista, mas popularizada pelo uso e aceitação pelas pessoas rudes e dos ranchos estadunidenses. O jeans é um fenômeno singular e se tornou um clássico não só para homens como também para mulheres. E o que dizer das JAQUETAS que fez sucesso graças a sua gola felpuda com  forro de pele de carneiro tão usadas nos FILMES DE FAROESTES pelo ator galã de 1,92m  de altura, JOHN WAINE?!?!?! E por que tanto sucesso?!?!?! Ora, porque ela saiu dos filmes de bang bang, das festas de rodeios, conhecidas aqui em nosso país como festas de peão de boiadeiro ou vaquejada  e se tornou a preferência de várias estrelas de Hollywood, como Marylin Monroe, James Dean, os Beatles, Elvis Presley, Marlon Brando  e até o presidente dos EUA John F. Kennedy.

Eis uma pequena e singular visão que tenho desta centenária modalidade de laser, predominantemente masculina. Acho que não conheço nenhuma mulher que diga "ADORO FAROESTE" ou que tenha o bom e velho western como seu estilo preferido, o que é uma pena. Considerado o cinema americano por excelência, o filme de cawboy tem uma importância para a história da sétima arte que muitas vezes passa despercebida. Um dos gêneros mais antigos do cinema americano, Como já escreveram alguns historiadores, o bang bang ainda hoje é rotulado como "FILME PARA HOMEM" mas, se prestarmos bastante atenção, vemos que não se trata apenas de um rostinho bom, mau ou feio e sim de um gênero que, além de fundamental para o cinema, também é um registro da história de uma GRANDE NÃÇÃO CAPITALISTA, DEMOCRÁTICA, ONDE AS INSTITUIÇÕES FUNCIONAM MUITO BEM E O ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO É ASSEGURADO AO CIDADÃO que, nesses dias,  começou a ser governada por um Cachorro Louco de temperamento explosivo e declarações bombástica..

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui!
Lembre-se: comentários com acusações, agressões, xingamentos, e que citem nomes de familiares de quem quer que seja, não serão publicados.

Opine com responsabilidade!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...