Seguidores

terça-feira, 17 de abril de 2018

Folha de São Paulo: Caetés ficou alheio à prisão do ex-presidente Lula


Reportagem do jornal Folha de São Paulo, publicada no sábado 07/04/2018, dia em que o ex-presidente Lula se entregou a polícia, afirma que em Caetés – PE, terra natal de Lula, a população estava alheia a prisão do petista. “Não havia TVs ligadas na loja de eletrônicos (gasta energia) e a Folha não encontrou quem acompanhasse o noticiário do dia na cidade onde Lula nasceu” – diz a reportagem.

Na reportagem, o jornal sudestino diz que as pessoas no centrinho de Caetés não se davam conta que o ex-presidente Lula poderia se entregar a polícia naquele sábado (07).

Em outro trecho, a reportagem afirma que no entanto os moradores não ficam indiferentes ao ouvirem o nome de Lula. Como Adeilton Ferreira, proprietário de um bar em Caetés, que afirmou votar no ex-presidente, ele estando preso ou em quem ele mandar; Já sua mulher Maria José, afirmou indignada que querem que o povo volte a miséria; que antes de FHC o povo comia no máximo sardinha de balde, e ainda tinha que dividir uma sardinha para duas pessoas. Ela disse ainda que só deitou num colchão de espuma depois de Lula.

O jornal sudestino esteve também no Sítio Várzea Comprida, zona rural de Caetés, local onde nasceu o ex-presidente Lula; sobre a localidade é dito que os sítios e casas são bem cuidados, com cercas novas, cisternas grandes e parabólicas. 

Também é afirmado na reportagem que na terra onde Lula nasceu, o povo o vê como uma especie de Dom Sebastião: “Se for preso, ele vai voltar. Se morrer, vai dizer quem fica no lugar dele”, disse Adriana Oliveira, moradora no Sítio Vargem Comprida.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui!
Lembre-se: comentários com acusações, agressões, xingamentos, e que citem nomes de familiares de quem quer que seja, não serão publicados.

Opine com responsabilidade!

Linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...