Seguidores

terça-feira, 1 de maio de 2018

APAC: Previsão climática para os meses de maio, junho e julho/2018 em Pernambuco

A reunião de previsão climática Sazonal foi realizada no CPTEC/INPE-SP no dia 26 de abril de 2018 e simultaneamente, através de vídeo conferência para todos os estados do Brasil. Na reunião foram analisados os campos globais dos oceanos e da atmosfera dos meses anteriores e atual, bem como, os resultados de modelos numéricos e estatísticos de previsão climática para o trimestre maio, junho e julho/2018 (MJJ). Sendo assim, a previsão para o estado de Pernambuco é de chuvas dentro da normal climatológica na Região Metropolitana do Recife, Zona da Mata e Agreste. Já o Sertão este período não faz parte da estação chuvosa. Ressaltando que chuvas em torno do normal para a Zona da Mata e RMR, implica em grandes volumes de chuva, pois climatologicamente chove bastante nesse período. Já no Agreste permanece a grande variabilidade temporal e espacial das chuvas, com chuvas fortes e isoladas numa determinada localidade e pouca precipitação em outra.

CLIMATOLOGIA DA PRECIPITAÇÃO NO TRIMESTRE Maio/junho/julho

A climatologia das chuvas nos meses de maio, junho e junho estão representadas nas Figuras 1a a 1c, onde se observa a diminuição gradativa das chuvas no Sertão e aumento das chuvas na RMR e Zona da Mata. Nesse trimestre, a precipitação média acumulada é de 915 mm na RMR, 605 mm na Zona da Mata, 328 mm no Agreste e 109 mm no Sertão. Considerando a precipitação média anual, esses valores correspondem a 46% para a RMR, 47% Zona da Mata, 42% para o Agreste e apenas 17% para o Sertão.

PRECIPITAÇÃO DO TRIMESTRE JANEIRO/FEVEREIRO/MARÇO

No trimestre de Janeiro/2018 a março/2018 Os maiores acumulados de chuva durante o período ocorreram na Mata Sul, com valores superiores a 600 mm. No Agreste de maneira geral, os registros acumulados de chuva foram os menores do Estado. (Figura2a). Nesse trimestre, parte do Sertão do Araripe, Central e do Itaparica ficaram com a precipitação abaixo da média climatológica. No Entanto, o Sertão do São Francisco, do Pajeú e do Moxotó, Agreste, Zona da Mata e Região Metropolitana do Recife registraram precipitação dentro ou acima da média climatológica durante o período. (Figura 2b).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui!
Lembre-se: comentários com acusações, agressões, xingamentos, e que citem nomes de familiares de quem quer que seja, não serão publicados.

Opine com responsabilidade!

Linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...