Seguidores

segunda-feira, 18 de novembro de 2019

Uma viagem através da saga de Lampião e do cangaço na cidade de Floresta PE

Na sexta-feira e sábado, 15 e 16/11/2019, estivemos no Sertão do Pajeú, em Pernambuco, especificamente na cidade de Floresta, onde conhecemos um pouco da saga de Lampião e do cangaço naquele município. Viajamos eu, o escritor Junior Almeida, Erivaldo Oliveira e Otávio (Garanhuns).

Na sexta-feira (15), visitamos o centro histórico de Floresta, com seu casario preservado e colorido, e os tamarindeiros centenários; ali também conhecemos a Capela do Senhor Bom Jesus dos Aflitos (atual Igreja do Rosário) onde em 13/10/1894 os pais de Lampião se casaram. No prédio na cor verde, na foto acima, funcionava a Agência do Banco do Brasil na época do conhecido 'Escândalo da Mandioca'; o prédio atualmente é sede da prefeitura.
Capela onde os pais de lampião se casaram

No período da tarde, acompanhados do escritor Marcos de Carmelita, autor do livro: ‘As Cruzes do Cangaço; os Fatos e Personagens de Floresta’, conhecemos a ‘Tapera’ local em que Lampião comandou uma chacina, em agosto de 1926, onde foram mortas 12 pessoas da família Gilo.

"Agosto de 1926 – O cangaceiro Horácio Grande pede a Lampião para atacar a família Gilo, na fazenda Tapera, em Floresta - PE, por conta de uma mentira que Horácio contou a Lampião sobre o patriarca da família. Lampião então mata 12 pessoas da família e na hora de mostrar uma carta ao patriarca o mesmo responde que não sabe ler e escrever sendo morto na mesma hora por Horácio. Lampião percebe a mentira de Horácio e ele sai do grupo..." (Wikipédia)

No sábado (16), estivemos conhecendo a Vila de Nazaré do Pico (foto acima), na zona rural de Floresta, povoado fundado em 1917 por fazendeiros da região com a intenção de se protegerem dos ataques de cangaceiros. A vila fica a cerca de 3 quilômetros da localidade, Poço do Negro, onde Lampião morou com seus irmãos na juventude até entrar no cangaço. A Vila de Nazaré do Pico foi palco de vários ataques de cangaceiros; no cemitério da Vila esta sepultado o Coronel Manoel de Souza Neto, maior combatente de Lampião e de seu bando; bravo nazareno, o Coronel foi homenageado no sábado (16). Outro episódio marcante ocorrido na Vila de Nazaré do Pico, é que Lampião tentou impedir o casamento de uma prima sua na capela da localidade, e como foi impedido pelo padre, o rei do Cangaço carregou a sanfona impedindo que as pessoas fizessem festa no casamento.

"31 de julho de 1923 – De surpresa, Lampião entra em Nazaré do Pico e vai ao casamento de sua prima e ex-amor de infância Maria Licor Ferreira com Enoque Menezes com o intuito de acabar o casamento sendo repelido pelo padre Kerlhe que pede para ir embora e deixar o casamento acontecer. Ele decide ir embora, mas deixa a ordem para ninguém no povoado dançar." Wikipédia)

Virgulino Ferreira da Silva, nasceu em 04/06/1898, na Fazenda Ingazeira, em Serra Talhada, no Vale do Pajeú.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui!
Lembre-se: comentários com acusações, agressões, xingamentos, e que citem nomes de familiares de quem quer que seja, não serão publicados.

Opine com responsabilidade!

Linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...