Seguidores

terça-feira, 19 de julho de 2016

Capoeiras sedia Oficina sobre Plano Hidroambiental da bacia do Rio Una

O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Una – COHB UNA realiza na cidade de Capoeiras, nesta quinta-feira, 21/07/2016, a 1ª Oficina de Trabalhos – Fase Diagnóstico, do Plano Hidroambiental do Rio Una e de grupos de bacia de pequenos rios afluentes. O evento acontecerá no prédio da Câmara de vereadores de Capoeiras, das 08h às 13h, e contará com as presenças de representantes da APAC, GAOB, COBH-UNA, CODEVASF, prefeitura de Capoeiras, Universidade Federal, Universidade Estadual, e de representantes dos Conselhos Gestores de Açudes. Na ocasião será apresentado o Diagnostico do Plano Hidroambiental do Rio Una, seguido de uma plenária com a participação da sociedade.

Plano Hidroambiental

O Plano Hidroambiental da Bacia do Rio Una, e grupos de Bacias de pequenos Rios é um instrumento de gestão sustentável dos recursos hídricos na região. É também um documento balizador para a implantação das ações de governo e dos empreendimentos privados na bacia relacionados direta ou indiretamente com a água.

O Plano visa a articulação entre os organismos federais, estaduais e municipais de forma convergente para os objetivos do plano. Busca uma governança integrada dessas ações.

Objetivos específicos

O plano sinaliza de forma especifica os seguintes aspectos:

- A integração das ações internas da bacia com os principais eixos hídricos do projeto do Rio São Francisco: Eixo Leste / Ramal do Agreste / Adutora do Agreste.

- Ampliar o programa de oferta de água superficial e subterrânea na bacia com inovação tecnológica, ao lado de medidas para a redução da demanda pela eficiência no seu uso.

- Fortalecer o programa de irrigação com inclusão de novas manchas de solo em tabuleiros sedimentares, para cultivos nobres de maior valor agregado.

- Modernizar o projeto de aproveitamento hidroagrícola dos aluviões para reforço da agropecuária na bacia.

- Promover os programas hidroambientais de manutenção da unidade no terreno, conservação do solo, recuperação de áreas degradadas e inclusão da população rural de baixa renda nesses projetos de preservação da natureza.

- Implantar projetos alternativos para outros usos não consuntivos da água, onde a pesca continental é relevante.

- Aumentar a densidade de adução de água na bacia para o atendimento de comunidades rurais e combate ao carro pipa.

- Prevenir os efeitos dos eventos críticos: Secas e enchentes.

- Implementar programas que visem a melhoria da qualidade dos recursos hídricos preconizando medidas de saneamento básico, combinando projetos ambientais com programas educativos e culturais, junto as instituições de ensino e da sociedade civil organizada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui!
Lembre-se: comentários com acusações, agressões, xingamentos, e que citem nomes de familiares de quem quer que seja, não serão publicados.

Opine com responsabilidade!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...